Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

No meu reino

Episódios de uma família como tantas outras

No meu reino

Episódios de uma família como tantas outras

O primeiro trimestre da minha gravidez

O primeiro trimestre da minha gravidez foi vivido num misto de encanto e de perturbação.

A descoberta de que estava grávida chegou muito antes de qualquer exame. Eu já sabia que estava grávida...tinha enjoos, a ponto de ter de abrir as janelas do carro com um frio de morrer lá fora. E assim foi. No primeiro dia de atraso fiz o teste ao sangue e no final do dia tive o meu positivo. Confesso que não esperava engravidar logo na primeira tentativa, do irmão só foi à terceira e tinha 29 anos. Achei que era um bom indicador, estava tudo a correr bem. Assim, marquei a primeira consulta de obstetrícia, encantada com este presente que a vida me estava a dar. Contei os dias para esta consulta, não via a hora de ver o meu bebé pela primeira vez, ainda em forma de grão de arroz. O dia chegou e trouxe consigo o primeiro grande susto: tive um despiste de automóvel! No meio do aparato provocado pelo acidente eu só pensava no meu tesourinho...tive tanto medo de ter perdido o bebé! Felizmente, fui logo observada pela minha querida obstreta, que me informou que estava tudo bem! Já era valente!!! Nesse momento já vi o coração bater e a minha alma ficou cheia!!!

Depois deste episódio, às 6 semanas, fiquei em repouso, por prevenção. Passaram 6 dias e, tirando os enjoos, estava bem. Mas ao sétimo dia tudo mudou. Comecei com hemorragias. Pensei que desta vez estava mesmo tudo perdido! Desesperei! Foi dilacerante esperar pelo final do dia para que a minha obstetra me pudesse avaliar. Petrificada, tive tempo para pensar em tudo. Agarrei-me, porém, à história com final feliz do meu príncipe, que também me trouxe hemorragias às 6 semanas. Quando, finalmente, fui observada, o bebé estava bem, do tamanho de um feijão, com um coração que batia forte, mas a minha placenta tinha descolado e tudo podia acontecer...