Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No meu reino

Episódios de uma família como tantas outras

No meu reino

Episódios de uma família como tantas outras

Memórias de Londres

Certo dia fiz um daqueles testes meio infantilóides que me mostrou que se eu fosse uma cidade seria Londres. Tenho de concordar! Londres tem tudo que ver comigo. Tem um lado romântico, elegante, nobre e clássico, sendo ao mesmo tempo uma cidade frenética, contemporâneo e edgy

Dizer que Londres tem um magnetismo próprio é um lugar-comum. É uma cidade que facilmente nos prende e que nos leva a querer voltar. Há tanta coisa para fazer em Londres, tantos must see e must do, que é difícil enumerar os locais de passagem obrigatória e as experiências que devemos viver numa visita à cidade. Acima de tudo, Londres prende-nos pela arquitetura e pelo cinzento lúgrebe que pinta o céu...prende-nos pelo sotaque e cavalheirismo sóbrio dos britânicos...prende-nos pela diversidade de povos e dos odores. Há, porém, locais apaixonantes, que nos transportam para coração da cidade, que vai muito além do Palácio de Buckingham ou do famoso Big Ben, típicos cartões de visita da cidade. Para mim, o pulsar de Londres sente-se em Nothing Hill, o bairro maravilhoso, outrora mal reputado, que chegou aos olhos do mundo com o filme da Julia Roberts e do Grant. Está no mercado de Portobello Road, onde se vê de tudo e se sente a cultura de rua, aquela que é mais genuína (e onde se fazem umas compras bestiais). Está nos muses da cidade, onde podemos passar dias inteiros, e nos espetáculos que tem para oferecer. Está na atmosfera das ruas, onde nem nos importamos de nos perder. Está em Covent Garden e nas melodias que nos carregam para tantos lugares. Está no Soho e no frenesim de Piccadilly Circus.  Enfim, é só deixar-nos levar.

Tenho saudades de Londres e confesso o meu desejo de viver um ano na cidade, com o meu bando, obviamente. Enquanto esse projeto não chega, fica a promessa de revisitar a cidade em breve e mostrar às minhas crias este sítio tão especial, onde os senhores usam chapéu de coco e nunca nos podemos esquecer de dizer "please!".

P1030516.JPG

P1030520.JPG

P1030525.JPG

P1030534.JPG

P1030557.JPG

P1030566.JPG

P1030574.JPG

P1030576.JPG

P1030578.JPG

P1030582.JPG

 

P1030584.JPG

P1030585.JPG

P1030652.JPG

P1030654.JPG

P1030671.JPG

P1030679.JPG

P1030693.JPG

P1030696.JPG

 

1 comentário

Comentar post