Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

No meu reino

Episódios de uma família como tantas outras

No meu reino

Episódios de uma família como tantas outras

Consulta das 37 semanas

Hoje, às 37 semanas e 5 dias, fomos àquela que será, provavelmente, a última consulta antes do grande dia! Foi a consulta mais rápida de todas. Começámos pela triagem e tudo ok. Em boa verdade, não foi uma triagem tão boa como as restantes: aumentei bastante o meu peso (2 kg) nesta última semana, algo que não me surpreendeu dada a retenção de líquidos. Isto porque bebo aos 3 litros de água por dia e fica quase tudo armazenado!!! Não podendo tomar qualquer diurético, convenhamos que me assemelho bastante a um aquário!!!

Seguiu-se o ctg, que revelou movimentos fetais em ordem, um coração a bater certinho e apenas uma ligeira contração. Estranhei este resultado, isto porque tive algumas dores no fim de semana e muitas contrações, o que me levou a pensar que teria chegado a hora! Aparentemente, acabaste por gostar do teu cantinho e agora queres manter-te por lá por mais uns tempos. 

Depois, fomos ver-te de novo e, para muita tristeza minha, as boas notícias da semana passada nada mais foram do que um sopro de esperança dado que a dilatação voltou a aumentar. Fiquei, novamente, de coração apertadinho. A nossa GO tranquilizou-me e pediu-me que desvalorizasse este novo resultado, mas uma mãe quer sempre receber boas notícias e hoje não foi um dia bom...mas há que evitar pensar nisso e ser o mais otimista possível. De resto, estava tudo ok contigo: continuas a engordar e a falta de espaço já te está a deixar toda dobradinha! Parecias um caracol, toda enrolada!

Hoje o dia do parto tornou-se menos abstrato e o bloco foi reservado pela dra. à nossa frente. Conversamos sobre a epidural, que no parto do teu mano não pegou e a mãe não pode, deste modo, ouvir o seu primeiro choro. Tive mesmo muita pena que tal tivesse acontecido, é um momento único e, como tal, gostaria de o viver desta vez. Ainda correndo o risco da história se repetir, experimentaremos a epidural novamente e logo se verá. E assim terminou a consulta, com um "até breve" e um nervoso miudinho de quem te espera e vê agora o grande dia a aproximar-se!

Antes de sairmos do hospital, ainda falámos com a enfermeira-parteira sobre a roupa que devemos vestir à bebé. Tinha algumas dúvidas sobre o body: mangas compridas ou curtas? Compridas, sem dúvida. Explicou-me que, apesar do calor, nos primeiros dias os bebés costumam ter algum frio. O babygrow deve ser de algodão, nada de tecidos quentes, tipo veludo. A mantinha para o pós-nascimento pode ser de lã e assim, little C., embrulhar-te-emos na manta de família que acolheu o teu papá há 37 anos atrás. Mais vintage do que isto não há!

1 comentário

Comentar post